Clipping

Dinheiro: Indústrias de alumínio de Ferraz de Vasconcelos comemoram expansão

Alto Tietê – Bancos em crise, quedas nas bolsas de valores e receio de uma recessão mundial. Tudo isso parece não fazer parte da realidade de um grupo de empresários do Pólo de Alumínio de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Em meio à crise que abalou os mercados internacionais, 12 indústrias da região comemoram um crescimento de até 60% após passarem por uma série de ações coordenadas pelo Sebrae/SP no Alto Tietê.

Os empresários que comandam essas indústrias recebem, desde fevereiro de 2007, cursos e palestras dos programas SebraeTec, cujo objetivo é incentivar a inovação tecnológica, e Comércio Brasil, que visa contribuir para o aumento das vendas e o fortalecimento da imagem das marcas e dos produtos das empresas participantes. Ambos buscaram encontrar soluções para problemas das empresas, como vendas inconstantes, baixa capacidade de produção, falta de funcionários e liderança, pouca agilidade dos processos e baixa prospecção de clientes.

Por meio do SebraeTec, oferecido e subsidiado com as parcerias entre institutos e entidades especializadas em tecnologia, foram realizadas 250 horas de consultorias, que levantaram as carências de cada empresa e apontaram ações a fim de aprimorar processos, tanto de produção como também de gestão.

Já o Comércio Brasil busca criar oportunidades, desenvolver a postura empresarial dos sócios, sugerir ações que tornem o negócio mais competitivo, aperfeiçoar o sistema de comercialização, promover o acesso a novos mercados e orientar no procedimento de identificação e seleção de representantes e distribuidores.

O Pólo de Alumínio de Ferraz de Vasconcelos não é homogêneo, a produção é variada e o tamanho dos empreendimentos também. Segundo Gilberto Campião, da área de Acessos a Mercados do Sebrae/SP e gestor do programa Comércio Brasil no estado, a maioria das empresas do pólo de alumínio do município tem administração familiar e praticavam uma gestão mais centralizadora.

Os resultados da parceria com o Sebrae foram apresentados recentemente aos representantes das indústrias Alumínio ABC, Alumínio Nacional, Alegrete, Alumínio Ribeiro, Gallic, Uniciclo e Aluferraz, pelos consultores Tânia Macriani e Ivan Dannias, no Posto Sebrae/SP de Atendimento ao Empreendedor de Ferraz de Vasconcelos.

As ações foram desenvolvidas em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Ferraz de Vasconcelos (ACIFV). Para Vanderlei Kerchner, presidente da instituição, os empresários agora estão preparados para enfrentar o mercado. “Quero ver as indústrias de alumínio do nosso município ocupando novamente lugar de destaque”, afirmou Kerchner, ao lembrar que nas décadas de 70 e 80 a cidade foi reconhecida como grande parque industrial no setor.

O projeto também contou com apoio do Sebrae/SP em Mogi das Cruzes, que investiu cerca de R$ 25 mil em cursos e treinamentos, sem contabilizar as horas de consultoria.

Assessoria de Comunicação do Sebrae/SP e Redação

Fonte: Jornal do Município.